Após provar sua inocência a Três-lagoense Silvania Costa se prepara para competir nas Paralimpíadas de Tóquio.

compartilhe agora

A atleta paralímpica Silvania Costa de Oliveira que estava afastada das competições oficiais desde agosto de 2019 devido a uma acusação de doping pelo uso da substância Metilhexanamina, anunciou seu retorno através de suas redes sociais e deve começar sua preparação para competir em Tóquio a partir de fevereiro

Campeã dos Jogos Paralímpicos Rio 2016 essa foi a segunda vez que a paratleta teve sua carreira interrompida, a primeira foi no nascimento de seu segundo filho João Guilherme. Logo depois retornou as competições e representou o Brasil em Paris, Berlim e Dresden retornando com 4 medalhas de ouro.

Já no Brasil após competir em São Paulo pelo desafio CPB X CBAT Silvania foi notificada e afastada pela ABCD (Agência Brasileira de Controle de Dopagem) pelo uso da substância Metilhexanamina, o resultado positivo deu-se através de um exame de urina feito pela atleta no dia 16 de junho de 2019, no dia 7 de agosto foi oficialmente afastada e ficou aguardando o processo ser julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem, devido à suspensão, três-lagoense não pôde participar dos jogos Parapan- Americanos de Lima no Peru.

 No ocorrido Silvania havia pedido apoio a seu guia que estava trabalhando com ela a três meses para que pegasse o suplemento que estava em sua bolsa, mas ele acabou dando outro suplemento de seu uso próprio o qual continha a substância proibida.

Recentemente através de sua rede social Silvania comemorou seu retorno e anunciou que deve voltar a se preparar a partir do dia 08 de fevereiro para competir nas Paralimpiadas de Tóquio que deverá ser iniciada a partir do dia 24 de agosto de 2021.

Conheça um pouco mais sobre a história da paratleta três-lagoense Silvânia Costa.

Vinda de família simples e com apenas 5% de visão, Silvania começou no esporte por necessidade e alcançou todos os seus objetivos enfrentando dificuldade e obstáculos. Detentora do atual recorde mundial de salto em distância com 5M e 46 CM, foi campeã dos jogos Parapan-Americanos em Toronto 2015 e um Mundial no mesmo ano. Sua maior glória veio em 2016 ano que conquistou sua medalha nas Paralimpiadas realizada no Rio de Janeiro. Foi eleita por voto popular a melhor atleta paralímpica do Brasil por dois anos seguidos 2015/2016.

No ano de 2017 inaugurou no Estado do Mato Grosso o ISO (Instituto Silvânia Oliveira) que atende crianças de 7 a 17 anos, dando a oportunidade da prática esportiva tendo a missão de formar campeões na vida. O principal objetivo é oferecer oportunidade para crianças e adolescentes terem um futuro melhor através do esporte.

compartilhe agora

Comments

comments